Prazeresdamesa_1

A CIDADES SEM foi contemplada com o título de Responsabilidade Social na Gastronomia no prêmio Prazeres da Mesa/Cacau Show 2015

A CIDADES SEM FOME foi contemplada pelo trabalho de levar a agricultura sustentável a todos, com o título de Responsabilidade Social na Gastronomia, no prêmio Prazeres da Mesa/Cacau Show 2015. Esse prêmio é idealizado pela revista especializada em gastronomia Prazeres da Mesa, que anualmente premia os melhores profissionais do ramo em mais de 25 categorias.

 

topo

 

Rotary-Foundation

Rotary Clube Vila Antonieta homenageia Hans Dieter Temp com o título “Fellow Paul Harris” e de “Sócio Honorário” do clube

Pelo trabalho que realizamos a mais de três anos em parceria com o Rotary Clube Vila Antonieta na construção e manutenção de hortas comunitárias em entidades que prestam serviços de assistência social a pessoas com necessidades especiais, Hans Dieter Temp foi ricamente homenageado. Da presidente da gestão 2014/2015, Silvia Maria do Nascimento, recebeu o título “Fellow Paul Harris” e o presidente da atual gestão (2015/2016), Francisco Biasoli, condecorou-lhe com o título de “Sócio Honorário” do clube.

 

topo

 

premio_milton_santos

CIDADES SEM FOME recebeu o Prêmio Milton Santos

Os melhores projetos de organização e desenvolvimento social de São Paulo receberam no dia 24 de junho de 2014 a Salva de Prata da Câmara Municipal, durante a entrega do Prêmio Milton Santos. A premiação foi criada para homenagear entidades e pessoas que contribuíram com a cidade de São Paulo.

Na categoria projetos que resultem em novas formas de solidariedade social, a CIDADES SEM FOME foi a homenageada com o Projeto Hortas Comunitárias, que tem como meta desenvolver hortas para a otimização de espaços degradados e geração de renda para famílias carentes.

 

topo

 

Ashoka

Em 2013, Hans Temp, o fundador da CIDADES SEM FOME, foi selecionado pela Rede Ashoka, uma associação global de empreendedores/as sociais, em reconhecimento a sua visão, seu compromisso e soluções inovadoras em relação à alguns dos maiores desafios da sociedade

A Ashoka é a maior organização mundial no campo da inovação social, trabalho e apoio aos empreendedores sociais – pessoas com ideias criativas e inovadoras capazes de provocar transformações com amplo impacto social. Está presente em 70 países tendo aproximadamente 3.000 empreendedores sociais. A Ashoka, organização criada pelo norte americano Bill Drayton em 1980, trabalha com diferentes públicos comprometidos com a mudança do mundo. Além de possuir uma rede ampla de empreendedores sociais, a Ashoka tem um papel fundamental na transformação e empatia em diversas esferas da sociedade.

 

topo

 

caixa

CIDADES SEM FOME participa desde dezembro de 2012 do “Programa Caixa ODM” e recebe recursos do “Fundo Socioambiental” desta instituição financeira

Entre 79 projetos selecionados no país, a CIDADES SEM FOME irá receber durante os próximos dois anos recursos do “Fundo Socioambiental” da Caixa Econômica Federal.

Conforme as metas estabelecidas pelos Objetivos do Milênio da ONU, serão apoiados pela CAIXA, através de recursos, os projetos com foco na criação de trabalho e renda para conseguir a melhoria financeira das comunidades beneficiadas. A instituição financeira identificou no projeto Hortas Comunitárias da CIDADES SEM FOME, todos os critérios e requisitos exigidos pelos Objetivos do Milênio/ONU e assinou em dezembro 2012 o contrato de parceria. O Programa Caixa Objetivos do Milênio foi lançado em 2006.

Com a criação do Fundo Socioambiental em 2010, cujos recursos formam até 2% do lucro anual do banco, o objetivo da CAIXA ficou bem claro: reforçar e desenvolver o seu empenho no apoio e patrocínio para projetos que focam a sustentabilidade econômica e socioambiental no país.

 

topo

 

finep

Prêmio FINEP de Inovação 2011: CIDADES SEM FOME está entre os premiados

A CIDADES SEM FOME ganhou em 2011 o Prêmio de Inovação da FINEP na categoria “Tecnologia social” – 2º lugar região Sudeste. A FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos) é um orgão público ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) para projetos e estudos. A FINEP visa melhorar o desenvolvimento econômico e social no Brasil através do seu apoio público à economia, tecnologia, inovação nas empresas, universidades, instituições técnicas ou outros estabelecimentos públicos ou particulares. Em 2011 o prêmio foi distribuído em sete categorias tendo três finalistas por categoria. No total foram apresentadas 353 inscrições no país, 137 candidaturas foram da região Sudeste do Brasil. Os prêmios são destinados ao desenvolvimento e à continuação dos projetos nas áreas de ciência, tecnologia e inovação.


Prêmio FINEP de Inovação 2011

topo

 

un_habitat

CIDADES SEM FOME ganha em 2010 o Prêmio ” Dubai International Award for Best Practice to Improve the Living Environment (DIABP) 2010″

A CIDADES SEM FOME foi escolhida por um júri independente, formado por especialistas internacionais, como um dos doze projetos vencedores do “Dubai International Award for Best Practice 2010”. O prêmio foi de USD 30.000 por projeto, incluindo uma viagem a Dubai para dois representantes de cada organização para recebê-lo.

O prêmio da UN-HABITAT, o programa de urbanização da ONU e da cidade de Dubai, é atribuído a cada dois anos a dez projetos urbanos que trabalham pela melhoria das condições de vida de seus cidadãos. Inovação, integração social e sustentabilidade são os critérios de grande importância para a conquista do prêmio.

topo

 

aea

CIDADES SEM FOME recebe o Prêmio-AEA de Meio Ambiente (2009)

A CIDADES SEM FOME ganhou com o seu projeto Hortas Comunitárias o Prêmio de Meio Ambiente na categoria Responsabilidade Social na 3a edição do Prêmio AEA de Meio Ambiente. O prêmio da AEA (Associação Brasileira de Engenharia Automotiva) tem como objetivo homenagear as empresas cujos projetos tecnológicos e sociais beneficiam o meio ambiente em relação à qualidade de vida. Além disso, o prêmio é atribuído às universidades, institutos de pesquisa ou think tanks (usina de idéias) que desenvolvem conceitos tecnológicos visando a redução da degradação ambiental. O prêmio foi recebido no XI Jantar do Meio Ambiente da AEA, em 8 de junho de 2009, em São Paulo.